Luiz Carlos Trabuco Cappi assume a presidência do conselho de administração do Bradesco

Desde o dia 10 de outubro, Luiz Carlos Trabuco Cappi, que assumiu a cadeira de presidente executivo do Banco Bradesco em 2009, também ocupa o cargo de presidente do conselho de administração da instituição. O executivo entra no lugar de Lázaro de Mello Brandão – que, aos 91 anos de idade, renunciou à posição que ocupava desde 1990, quando sucedeu o fundador do banco, Amador Aguiar.

A previsão é de que Luiz Carlos Trabuco Cappi acumule as duas funções, de presidente executivo e presidente do conselho, até março de 2018, quando um novo presidente executivo será eleito – já que o estatuto da instituição bancária não permite o acúmulo de cargos.

De acordo com Lázaro Brandão, é preciso que exista “renovação” no cargo para que haja a perpetuação de um trabalho de alta qualidade no banco. Ele esclarece – “Foi uma iniciativa minha”. E acrescenta – “A necessidade de ter um conselho ativo me trouxe a consciência de que a sucessão e novas disposições para o trabalho que preservamos eram prudentes”. Brandão seguirá na presidência do conselho de administração das sociedades controladoras do Bradesco.

Por sua vez, sobre a saída de Lázaro Brandão, Luiz Carlos Trabuco Cappi avalia – “Não se pode passar despercebida a biografia que o senhor Lázaro Brandão teve na construção do moderno sistema bancário brasileiro. Um homem que foi participante de todos os grandes momentos pelos quais a economia passou nos últimos 75 anos”. O presidente executivo e, agora, também presidente do conselho de administração completa que tanto a renúncia de Lázaro Brandão quanto a escolha de seu nome para substituí-lo foram atos planejados e que há tempos estavam sendo analisados.

“É evidente que desde lá, no passado, quando ele [Brandão] propôs ao conselho minha escolha para vice-presidente [do órgão], ele já tinha um olhar sinalizador com a minha carreira”, destacou Luiz Carlos Trabuco Cappi.

O substituto para presidente executivo

Trabuco Cappi acentuou que a escolha para o cargo de presidente executivo do banco respeitará a tradição da instituição financeira fundada por Amador Aguiar – ou seja, aproveitar os talentos da casa. “A instituição tem condições de escolher dentro do atual quadro de executivos quem será o novo presidente”, enfatizou o executivo – que entrou na empresa bancária muito cedo, em 1969, com apenas 18 anos.

As experiências do novo presidente do conselho

Luiz Carlos Trabuco Cappi iniciou carreira no banco de Amador Aguiar como escriturário e por lá passou por todos os escalões da companhia. O executivo trabalhou em áreas como a previdência privada e marketing, por exemplo. Quando tinha 47 anos de idade, em 1999, foi promovido a vice-presidente da empresa. Em 2003, passou também à chefe da Bradesco Seguros – onde atuou até 2009, quando assumiu a presidência do banco.

Formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de Estadual Paulista (UNESP) e pós-graduado em Sócio psicologia na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), o executivo é natural do município de Marília, em São Paulo. Ele nasceu em 6 de outubro de 1951.