Jorge Moll noticia sobre os benefícios que a medicina aliada a tecnologia pode gerar

A inovação tecnológica aliada a medicina é algo que vem se tornando cada vez mais comum, principalmente nos países desenvolvidos. Como prova disso, os principais avanços da área da saúde nos dias de hoje sofrem influência direta da tecnologia, informa o neurocientista Jorge Moll Neto, presidente do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR).

Em um estudo encabeçado por Jorge Moll Neto em relação a esse tópico, o neurologista destacou que nos Estados Unidos, principalmente no Vale do Silício que fica na Califórnia, os avanços digitais estão causando grandes impactos ao setor da saúde. Um dos diretores da Sutter Heath, que é um dos principais grupos de assistência de saúde em solo norte-americano, o Dr. Albert Chan, foi inclusive convidado para vir ao Brasil e relatar um pouco de sua experiência nesse tama.

De acordo com o médico, a Sutter Health trabalha há anos com o intuito de trazer tecnologias de ponta para os consultórios, com o objetivo final de impactar positivamente no atendimento de seus pacientes. Durante a sua visita ao Brasil, o Dr. Albert Chan ainda falou que, entre as principais tendências da atualidade nesse setor, a mais importante possivelmente é a tarefa de acolher melhor os pacientes nos consultórios médicos, os fazendo sentir mais confortáveis e seguros.

Também no estudo desenvolvido por Jorge Moll Neto, o neurocientista listou uma série de benefícios que a tecnologia associada à medicina tem a capacidade de proporcionar aos pacientes. Em uma simples consulta rotineira, a tecnologia atual permite que os especialistas tenham um acesso simples e rápido a todo o histórico médico de um paciente através do uso do Google Glass, que é os óculos inteligente criado pelo Google.

Dessa forma, é possível desenvolver um vínculo mais humanizado e próximo entre os profissionais da saúde e os pacientes, permitindo também que os médicos se dediquem inteiramente ao paciente, sem ser mais necessário gastar tempo hábil analisando prontuários e diversos documentos impressos. Com esse novo formato de consulta mais moderno, o conjunto de dados observados pelo médico também auxiliam o especialista na tarefa de chegar a um diagnóstico mais preciso, o que torna todo o processo muito mais eficiente e confiável.

Segundo Jorge Moll Neto, os tablets, smartphones e gadgets em geral, também estão representando um papel de destaque entre as inovações da medicina moderna. Um exemplo disso são os vários aplicativos desenvolvidos com o objetivo de permitir que os pacientes acessem os seus históricos médicos pelo celular, além da possibilidade de agendar consultas dentro desses aplicativos, sem precisar dispensar tempo e dinheiro em ligações de telefone demoradas.

No Brasil, Jorge Moll Neto espera que o setor da saúde também possa receber esses avanços. Contudo, isso depende da colaboração em conjunto de redes hospitalares, investidores, startups, instituições de ensino públicas e privadas, entre outros, além da disponibilidade em apoiar e implantar iniciativas como essas em todo o país. Além disso, o neurocientista destaca que as parcerias entre os atores da área da saúde é uma das melhores formas para que a difusão desse processo ganhe força.