Floresta deve desaparecer devido a incêndios

Resultado de imagem para floresta do Médio Araguaia

O Estado de Tocantins tem registrado uma grande quantidade de incêndios, são quase 50 ocorrências a cada 120 minutos. Essa reiteração obrigou os moradores locais a se retirarem, e esta fazendo a maior floresta do Médio Araguaia sumir. Essa região é muito importante, pois abriga um rio que se estende mais por 2 mil quilômetros e abastece varias regiões.

Apenas 30% do Parque Nacional não foram destruídos, um espaço que possui o triplo da área da capital paulista virou cinzas em um mês. O ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) teve que suspender às atividades de combate as chamas, devido à falta de controle.

Raone Jupiasso, o chefe do Parque Nacional, declarou que não é viável eles continuarem a tentar conter esses incêndios, pois mesmo que bem sucedidos, sempre irão ter novos incêndios, de modo que segundo Raone é impossível conte-los.

Hoje no Brasil já são quase 200 mil ocorrências de queimadas por todo o país. Foi o pior cenário de setembro desde 2010, para o estado de Tocantins. Nos últimos 20 dias o estado registrou aproximadamente 9 mil focos de incêndio, é maior que a soma de incêndios de todos os meses anteriores de 2017 no estado.

José Luiz Cabral, meteorologista, afirmou que a condição climática tem favorecido para esse cenário. Segundo ele, o estado do Tocantins esta mais de 120 dias sem uma quantidade significativa de chuvas.

Um centro que distribuía combustível foi ameaçado pelas chamas no inicio de setembro. Foi necessário um helicóptero para dar ajuda os brigadistas. O estado solicitou ajuda federal, devido aos incêndios, criando uma equipe colaborativa. Dois helicópteros do IBAMA cessaram incêndios durante o dia em quanta outra parte da força-tarefa lutava contra as chamas a noite.

Embora a força-tarefa esteja combatendo com êxito as chamas, o trabalho deles não para. A paisagem da Serra é riscada pelas chamas, no entanto quando os métodos para combater os incêndios são usados em harmonia, como abafadores, eles dão conta.

O responsável pela brigada de incêndio afirmou que todos ficam felizes por saberem que estão salvando os animais e defendendo a natureza.