Entenda quando acontecerá o próximo eclipse solar total visto do Brasil

No último dia 21 de agosto, aconteceu um eclipse solar total que pôde ser observado em sua totalidade nos Estados Unidos, e parcialmente nos outros países da América do Norte e em alguns países da América Central e do Sul.

Esse foi o primeiro eclipse total visto nos Estados Unidos desde 1979, há quase quarenta anos. Para comemorar essa ocasião especial, a companhia aérea Air Charter Service preparou voos dedicados exclusivamente para os passageiros que desejavam observar o fenômeno de um ângulo diferente. Além disso, a intérprete Bonnie Tyler, famosa pela música “Total Eclipse of The Heart” dos anos 80, também  realizou um show durante o eclipse  para celebrar o evento astronômico.

Em solo brasileiro, o próximo eclipse solar total ocorrerá no dia 12 de agosto de 2045, e poderá ser visto dos estados do Amapá, Pará, Maranhão, Pernambuco, Piauí, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. Contudo, não será necessário esperar tanto para vislumbrar outros tipos de eclipse, como os parciais e anulares, os quais acontecem com mais frequência.

Por ser o tipo mais raro de eclipse existente, as expectativas em torno de um eclipse solar total são sempre grandes, tanto pela raridade, como também pela beleza e importância do evento.

Em um texto astronômico do ano de 1878, o eclipse solar total foi descrito como um dos espetáculos naturais mais fantásticos já presenciados pela humanidade, além de causar diversos impactos na Terra. A temperatura, por exemplo, pode cair até 20ºC em determinados locais de onde o eclipse é visto, enquanto os animais interrompem suas atividades por acreditarem que já é noite, especialmente os pássaros, que apresentam mudanças consideráveis de comportamento durante o fenômeno.

Apesar de toda a comoção causada com a chegada de um eclipse solar total, o evento é extremamente rápido, tendo apresentado uma duração de apenas 2 minutos e 40 segundos no local em que permaneceu visível por mais tempo, ao sul do estado de Illinois. Para observar o fenômeno da melhor forma possível, é preciso que as condições climáticas estejam favoráveis, com o céu limpo, e também fazer uso de óculos apropriados para observar alguns detalhes imperceptíveis a olho nu.