Conheça os malefícios do banho muito quente

Resultado de imagem para banho quente

Com a chegada do frio, é comum que as pessoas prefiram tomar banhos quentes, mas o que muitos não sabem, é que essa prática pode fazer mal se a temperatura da água estiver quente demais.

De acordo com os dermatologistas, o banho muito quente provoca danos para a saúde e para a aparência física. A seguir, estão as principais consequências que a água quente pode causar.

  1. Cabelo e rosto mais oleosos

Entre os malefícios do banho quente, ele tem o poder de estimular as glândulas sebáceas, o que faz com que estas produzam mais oleosidade no couro cabeludo e também no rosto, que são as regiões em que essas glândulas existem em maior quantidade e permanecem mais ativas.

  1. Provoca queda de cabelo

Quando a água quente estimula as glândulas sebáceas, outra consequência negativa é o aparecimento de uma doença de pele bastante comum, a dermatite seborreica. Entre os sintomas dessa condição, estão manchas vermelhas por vários pontos da pele, e também no couro cabeludo, o que causa uma queda de cabelo acima do normal.

  1. Origina caspas

A dermatite seborreica também causa o aparecimento de caspas no cabelo, o que por sua vez, causa diversos incômodos e em alguns casos, coceira na região no couro cabeludo.

  1. Cabelo ressecado e sem brilho

Apesar do banho quente aumentar a oleosidade na raiz dos fios, ele provoca o ressecamento das pontas, o que faz com que o cabelo pareça sem vida e desidratado.

Além disso, ele influencia no brilho do cabelo, fazendo com que os fios fiquem menos macios e percam o aspecto sedoso e brilhante.

  1. Pele mais áspera

Ainda que em menor escala, o corpo ao entrar em contato com a água quente demais também perde parte de sua oleosidade natural, o que o torna mais ressecado. Como consequência, a textura da pelo perde suavidade e se torna mais áspera.

  1. Urticária

Por fim, um dos maiores malefícios do banho muito quente acontece com as pessoas que possuem algum grau de alergia à águas que estejam em temperaturas muito elevadas. Essa alergia provoca o surgimento da urticária, e nesse caso, um dos grandes problemas é o diagnóstico pois o próprio indivíduo não percebe que o seu problema está sendo causado pelo banho quente demais.

Para evitar esses malefícios ou ao menos amenizá-los, a recomendação dos dermatologistas é tomar banho com água morna, algo que para algumas pessoas pode parecer muito difícil durante o inverno.

Sendo assim, os indivíduos que não conseguem tomar banho sem ser quente devem começar a tentar lavar o cabelo em uma temperatura menos elevada e também adquirir o hábito de molhar o corpo com uma rápida ducha mais fria antes de encerrar o banho.