Conheça a vitória de Michel Terpins e Maykel Justo no Rally dos Sertões

Vencer o Rally dos Sertões é uma sensação mais do que especial. É o que sentiram os campeões da 25ª edição do principal evento do segmento no país e um dos mais importantes do mundo Michel Terpins e Maykel Justo. Saiba mais mais.

Foi uma competição disputada, contudo Michel Terpins (piloto) e Maykel Justo (navegador) mostraram punho forte e venceram o rally mais competitivo do país. Pilotando o T-Rex, um modelo desenvolvido pela equipe MEM, os dois tiveram bons desempenhos nas primeiras etapas e administraram a vantagem para não passar por sustos desnecessários.

Essa é a primeira vez que o piloto Michel Terpins vence um Rally dos Sertões que já participou do evento outras seis vezes. Ele comentou a respeito da vitória, afirmando que vencer a competição foi muito bacana, pois estava brugando pelo título há quatro anos, desde quando iniciou a pilotar o T-Rex: “Desta vez, já no terceiro dia a gente estava com vantagem e depois eu tive mais quatro etapas para administrar com tranquilidade”.

A equipe usou diferentes estratégias como o abastecimento mesmo sem a real necessidade para se precaverem. Essa é a décima participação do piloto qu estreou na categoria de motos em 2002, chegou a ser o navegador do irão, Rodrigo Terpins nos carros, e durante os últimos anos pilotou o T-Rex.

Já o navegador, Maykel Justo, participa pela 11ª vez do Rally dos Sertões. Sua experiência foi importante para a vitória, que segundo ele, foi bem difícil. Ele afirmou que as duas primeiras etapas exigiram muito dos dois e por isso muitos outros competidores ficaram pelo caminho, mas o carro foi valente e mostrou seu potencial.

Agora Maykel é bicampeão, anteriormente tinha sido vencedor com a Pró Brasil. Durante sete edições participou do rally na categoria caminhões e está é sua quinta participação nos carros e o segundo o ao lado de Michel Terpins.

A dupla campeã (#322)

Michel Terpins e Maykel Justo, a dupla Bull Sertões Rally Team, foi formada em 2016 e sua interação foi determimnante para a vittória. Os dois se mostram rápidos e com uma boa estratégia durante os sete dias de prova.

O roteiro que começou em Goiânia, capital do estado de Goiás, passou por cidades do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, emm umm total de 3.300 quilômetros. Foi um percurso cheio de erosões, ladeiras, areião, travessias de rios, lama e poeira, mas tudo para o bem do esporte.

A dupla contornou os obstáculos, mostrou punho firme e liderou com vantagem para se sagrar campeã na sétima e última etapa, em um percurso de Aquidauana até Bonito, com 420,78 quilômetros (Especial de 240,45). Os dois fecharam em 3º na categoria Protótipos T1, com 3h00min59s (11º na geral), mas o suficiente para levar o campeonato.

O T-Rex

O T-Rex, desenvolvido pela MEM MotorSport, conta com um motor MWM. Ele foi desenhado, projetado e construído para desafiaar as condições mais difíceis daas provas de rally cross country.

O T-Rex recebeu selo de Carbon Free da Iniciativa Verde. Para isso, a equipe vai plantar árvores na Mata Atlântica para compensar o CO2 emitido durante as etapas do rally.