Colômbia demonstra otimismo para o futuro

A Colômbia apresenta melhorias na sua estrutura econômica e espera por um progresso que está diretamente ligado ao desenvolvimento social e urbano da população, mas esse avanço ainda não tem expectativas tão altas como aconteceu com o Brasil, visto com uma potência a nível mundial.

Bogotá, capital do país com mais de 10 milhões de habitantes, é uma cidade grande que ainda não conta com metrô. A população da cidade recebeu com euforia a recente notícia da construção do transporte que custará mais de 33 bilhões de dólares.

Hoje, o país tem demonstrando uma estabilidade em suas estatísticas positivas com um crescimento moderado que não para. Nos últimos 5 anos os índices alcançaram a 2% e 3%. US$ 61 bilhões serão investidos em infraestrutura em estradas, portos, aeroportos e rede de comunicações.

Ainda que o número da informalidade seja elevado, a taxa de desemprego não ultrapassou mais de 9,7%.

Comparado com o Afeganistão no passado, o país começa a despertar em um otimismo palpável. Os cidadãos que moram em grandes cidades esperam um futuro ainda mais promissor. A nação que foi considerada falida há uma década atrás tem apresentado melhorias em detrimento da crise de violência que assolou a política através do crime organizado.

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) não causa mais prejuízos por causa do acordo de paz instaurado. Após 53 anos de guerra civil, a promessa de perdão pelos crimes em troca do fim da quadrilha produz um sentimento de estabilidade na segurança.

Estima-se que o conflito civil reduziu de 1 a 2 pontos percentuais do crescimento do PIB do país, afirma o professor de ciências políticas e ex-embaixador na Holanda Eduardo Pizarro, autor de diversos livros sobre as Farc. Com o fim do conflito o presidente Juan Manuel Santos foi reconhecido com o prêmio Nobel da Paz de 2016.

Os dias de sofrimento do passado permanecem na história como uma superação a um possível colapso. Perspectivas para um futuro que cada vez mais levantam uma nação que está demonstrando reações econômicas e sociais relativamente excepcionais, atraem maior interesse de investimentos e amplia as possibilidades econômicas.