Campeonatos estaduais começam em 2018

Com a realização da copa do mundo na Rússia o calendário dos jogos estaduais mudou, a data oficial não foi alterada, continua sendo 18, mas terá seu início antecipado começando no dia 17 de janeiro.

Com a alteração da data de início os clubes não terão o mesmo tempo de preparação de seu elenco, como aconteceu em 2016 que proporcionou aos clubes 28 dias de pré-temporada. Com o novo calendário os times inscritos só terão duas semanas para trabalhar, o calendário foi divulgado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Em um país de dimensões continentais onde a distância entre as federações são enormes, uma cultura de envolvimento pelos campeonatos estaduais foi formada nos corações apaixonados dos torcedores.

Nos estaduais por questões geográfica, mas também econômica, o torcedor pode assistir o seu time predileto, enquanto que nas demais competições isso se torna muito difícil. Com essa participação eufórica do torcedor algumas partidas se tornam mais importantes, que jogos realizados por clubes de muito mais renome no Brasil. Essas partidas são conhecidas como clássicos.

Os clubes estavam de férias mas o mercado da bola é frenético e não para, preparando-se para os campeonatos estaduais e as demais competições de 2018, os clubes buscam reforços para uma melhor performance que a do ano anterior.

O torcedor vira então treinador e especula cada contratação do seu clube. De acordo com notícias recentes a maioria dos grandes clubes está mudando pelo menos 2 de seus jogadores. Lembrando que é nos campeonatos estaduais que clubes avaliam seu elenco para disputar outras competições.

Nos estaduais algumas mudanças não são bem vista pelos torcedores, devido a rivalidade entre as torcidas, o fato mais recente que certamente marcou o campeonato estadual de Minas Gerais, foi a despensa do centroavante Fred que tinha contrato com o Atlético Mineiro até 2018, e a rapidíssima contratação do mesmo pelo Cruzeiro, é uma disputa genuinamente estadual, quando havia proposta de outros clubes como: Flamengo, Fluminense e até do Catar. Mas prevaleceu a rapidez dos dirigentes do cruzeiro recém empossados.