A picada mais dolorosa de um inseto em todo planeta

 

Criada pelo entomologista Justin Schmidt, existe uma escala para conhecer a picada de inseto mais dolorosa do mundo. Essa Escala Schmidt identifica as ferroadas em uma escala de 1 a 4, sendo a mais serena delas a de uma espécie de formiga, chamada em inglês de fire ant ou  formiga de fogo.  Ser picado por uma formiga com esse nome e ela ser classificada na escala como a número um, acaba ficando difícil de imaginar a picada da que é classificada na escala como a número quatro.

O inseto que possui a picada mais dolorosa do mundo é a Pepsis formosa pationii, ou mais conhecida como vespa caçadora. Aqui no Brasil, esse inseto é conhecido por vários nomes, como vespa-de-cobra, mata cavalo, vespão, cavalo-do-cão e come-cobra. Com esses nomes nada atrativos, elas podem chegar a até 5 cm de tamanho e possuem patas com espécies de ganchos, que são usados para se prender nas vítimas, enquanto o seu ferrão de quase 1 cm entra na pele de quem está sendo ferido.

A dor causada por essa picada dura somente três minutos, mas a intensidade dela é tão insuportável, que deixa as pessoas completamente sem reação no primeiro instante. A dor relatada por Schmidt é de que ela é totalmente intolerável, sendo parecida com um choque elétrico no local. A dor é tão forte, que os especialistas aconselham as vítimas a permanecerem deitadas e que gritem por socorro, já que quem for ferroado por esse animal, dificilmente vai conseguir manter alguma coordenação física, e se tentar correr pode se acidentar.

Esses estudos foram publicados em um artigo científico, pelo próprio entomologista Justin Schmidt. Ele também revela que um amigo pesquisador, depois de analisar dez dessas perigosas vespas, acabou sendo picado por uma delas e se deixou ser picado de novo algumas vezes, para saber a intensidade dessa dor. Ele acabou sentindo tanta dor, que não aguentou e desmaiou.

A má notícia é de que essa vespa pode ser encontrada em diversas florestas espalhadas pelo mundo todo, e também aqui no Brasil. Somente na América do Sul, podem ser encontradas mais de 250 espécies variadas dessa vespa. Esse inseto não possui um predador natural, pois o ferrão delas serve para se defender de qualquer outro animal.