O Rio possui 100 lixões clandestinos

Image result for O Rio possui 100 lixões clandestinos

Como a maioria desses locais possui a presença de traficantes o controle é muito difícil para os órgãos responsáveis. A Inea disse que vai começar a monitorar os caminhos por sistema remoto, ou via satélite. A maioria desses lixões ilegais ficam na região de antigos lixões que foram desativados no Rio de Janeiro.

Mais de 100 lixões ficam na região metropolitana da cidade, alguns deles ficam nas proximidades da Baía de Guanabara. A notícia foi exibidas em um dos jornais televisivos locais do Rio de Janeiro.

Um lixão clandestino é considerado um crime ambiental. Para se cuidar de um lixão e impedir que muitos danos sejam feitos ao meio ambiente, os órgãos responsáveis pela proteção cria regras e determinações para a funcionalidade de um lixão, isso em qualquer parte do país. Porém, a ação na clandestinidade resulta em mais prejuízos já que nenhuma das determinações é seguida, nem mesmo as de saneamento.

A reportagem conseguiu filmar alguns lixões em Duque de Caxias e também na Baixada Fluminense. Os órgãos responsáveis afirmam que fica muito difícil de visitar os locais porque a presença de traficantes é muito grande, devido à quantidade de usuários que frequentam os lixões.

A única saída apresentada pelo presidente da instituição Inea tem sido realmente manter os caminhões em constante monitoramento. Parte desse lixo surge de lugares onde a coleta de lixo do governo não tem comparecido há algum tempo.

Em São Gonçalo a população reclamava que o caminhão de coleta não passava já fazia mais de um mês. O jornal local fez uma reportagem mostrando a situação das ruas, onde os sacos de lixo se acumulavam causando danos à saúde e aumento da periculosidade no local.

O Inea afirma que vai começar a implantar o sistema de vigilância remoto, mas não confirmou quando pretende começar. O sistema pode custar R$180 reais de cada caminha para ser instalado, mais 40 reais para manutenção.

 

Conheça o Manaira Shopping, idealizado pelo empresário Roberto Santiago

Conheça um pouco mais do Manaira Shopping, de Roberto Santiago, que é muito mais que um centro de compras e um breve resumo sobre a trajetória profissional do empresário.

O shopping, inaugurado em novembro de 1989 em João Pessoa – PB, é um dos maiores e melhor estruturados da região Nordeste e está localizado entre o centro e as praias do litoral norte da capital paraibana.

Com um conceito de arquitetura moderna, o shopping passou por cinco expansões e obras importantes. Com elas, a capacidade estimada chegou a 350 mil consumidores. Além disso, o potencial de compras é maior em relação a outros empreendimentos de mesmo porte.

Resultado do esforço e dedicação de Roberto Santiago, o Manaira Shopping foi construído em pouco mais de dois anos. A atual estrutura conta com 135.000 m² de área construída; 86.908 m² de área locada, além de estacionamento para mais de 3100 automóveis.

O centro comercial além de contar com mais de 260 lojas e uma praça de alimentação de mais de 10.000 m², ainda abriga diversas opções de lazer para região contando com cinema de 11 salas, Boliche, Strike Bar, GameStation, parque e buffet infantil, faculdades, academia e muito mais.

Ampliações e obras

É importante também mencionar as expansões, são elas:

Em 1993 e 1997 as duas primeiras expansões;

Em 2003 houve a construção do edifício garagem;

Em 2007 foi feita a quarta ampliação, fazendo com que o shopping passasse a ter 105 m² de área construída e mais de 260 lojas;

Em 2008 a praça de alimentação foi ampliada;

Em 2009 foi inaugurada Domus Hall, uma das mais prestigiadas casas de diversões e eventos de João Pessoa;

Em 2012 foi o ano de mais uma ampliação da praça de alimentação;

Em 2014 foi o lançamento do espaço gourmet trouxe mais sofisticação ao shopping.

O cinema é formado por 11 salas, divididas entre convencionais, vip e salas 3D. Todas com equipamentos modernos e sistema stadium em que as poltronas ficam dispostas na mesma posição de arquibancadas. Há também uma lanchonete completa para o público.

O Game Station é o parque de diversões eletrônicas composto de mais de 200 máquinas e jogos eletrônicos dos mais variados. Pessoas de diferentes idades e preferências podem se divertir no espaço que conta também com salão de festas e modernas pistas de boliche.

A praça de alimentação completa é uma opção interessante, mas se quiser algo mais sofisticado o espaço gourmet é solução. São restaurantes com menu diferenciado, preparado pelos melhores chefs da cozinha brasileira e contemporânea.

O Domus Hall

O Domus Hall é uma casa de shows com decoração única, criada com intuito de receber shows, exposições de arte, recepções de eventos, espetáculos, apresentações de teatro e dança, formaturas, festas de aniversário, casamento, entre outros eventos.

A casa de shows e eventos que também é localizada no Manaira Shopping de Roberto Santiago, possui dois pavimentos, sendo um térreo e um mezanino com camarotes, lounge music, bar camarotes individuais e privê (acomoda até 10 pessoas) e acesso aos camarins. O térreo conta com ambiente para receber pessoas em pé/ dançando ou em mesas e cadeiras, de acordo com o evento.

Sobre Roberto Santiago

Responsável por empreendimentos como o Manaira Shopping, Roberto Santiago é um empresário natural de João Pessoa e que ainda tem outro shopping sob sua tutela, o Mangabeira Shopping. Também está a frente de um grupo que gerencia mais de 15 shoppings brasileiros.

Durante sua trajetória profissional o idealizador do Manaira Shopping, Roberto Santiago também atuou em diferentes segmentos como cartonagem, loteamento e principalmente os centros comerciais.

YouTube quer minimizar a crise que está passando

 

Image result for youtube

Depois de uma reportagem que foi veiculada sobre a publicidade de várias marcas que aparecem em vídeos extremistas que abordam o ódio e a intolerância, um boicote que se iniciou no Reino Unido contra o YouTube está se estendendo por várias partes ao redor do mundo.

Os anúncios que foram divulgados em vídeos de conteúdo ofensivo geraram uma grande repercussão que fez o Google rever as suas políticas, em uma declaração a empresa diz: “Recentemente, tivemos uma série de casos em que anúncios de algumas marcas apareceram em sites e canais no YouTube, cujo conteúdo não estava alinhado com seus valores. Pedimos desculpas por isso. Sabemos que é inaceitável para anunciantes e agências que depositam sua confiança em nós.”

No Reino Unido as empresas querem mostrar que não aceitam que seu investimento financeiro na publicidade estejam associadas a mensagens de terrorismo, ódio e violência. No Brasil, os anunciantes não aderiram ao boicote de forma unânime mas isso não quer dizer que não estão cautelosos com a propaganda de seus serviços ou produtos no YouTube.

Depois de certo período que o boicote começou a empresa passou a tomar medidas para que a crise em seus lucros não sejam tão impactantes em sua receita, pois esse problema não estava previsto.

Várias reportagens do “Times” mostravam que anúncios de grandes marcas estavam aparecendo em vídeos extremistas o que causou uma reação em várias empresas. Como parte do dinheiro pago ao YouTube vai para os anunciantes, a situação se tornou insustentável.

O Banco Itaú manteve os seus anúncios mas está cuidadoso em relação aos vídeos em que sua propaganda será exibida. A empresa PespiCo decidiu parar de divulgar seus produtos no YouTube por conta de ter seus anúncios veiculados em vídeos com conteúdo que promove o ódio, mas caso seja garantido que seus anúncios não sejam mais veiculados em vídeos ofensivos a empresa poderá voltar a fazer publicidade na página do site. A empresa PespiCo afirma ter em sua política uma atitude que estimule a inclusão e a diversidade, e por esse motivo não pode aceitar que seus valores sejam deturpados.

Apesar do Google ter prometido desenvolver um maior controle sobre os anúncios da empresa através de novas funcionalidades, isso não foi suficiente para impedir que várias empresas parem de anunciar no site.O site também promete estar mais comprometido e pretende gerar relatórios de segurança realizados por empresas reconhecidas na área, juntamente com esses relatórios o YouTube passou a ser mais restritivo e ágil no momento de sinalizar e de desabilitar anúncios inadequados no menor tempo possível. O investimento do site de vídeos aumentou a estrutura para maior análise do conteúdo por humanos na identificação de vídeos.

Como as empresas multinacionais têm suas filiais em vários países, a retirada dos anúncios foi uma reação em cadeia que afeta a rentabilidade do site. Entende-se que a partir desse problema haverá um ponto de mudança no mercado publicitário. Ainda que houve paralisação parcial das empresas, elas ainda procuram não ficar de fora do YouTube e para isso buscam alternativas de anunciar, a principal é a empresa Vevo por exemplo.